​Copyright 2012, Mario Bastos

O que faz o Produtor Musical?

Produtor Musical no mercado fonográfico é o profissional contratado para​ dirigir o registro sonoro de obras musicais. Na prática, o produtor precisa aliar duas coisas: técnica e arte.

Por isso, creio que o ideal é que o Produtor tenha, além de um bom conhecimento de música, bastante experiência em técnicas de gravação​ profissional. Assim terá condições de extrair o melhor dos músicos,  técnicos e do estúdio.



 

Mario Bastos no estúdio de Pré-produção da Escola Musica & Cia - Barra da Tijuca - Rio

O Produtor Musical precisa  equilibrar duas vertentes: A adequação da obra aos padrões da industria fonográfica, e a inovação. A introdução de elementos novos vão ajudar o trabalho musical se destacar no meio da multidão, mas é necessário observar alguns parâmetros estabelecidos pelo mercado. Tudo é claro, tem que ser feito com o prumo do bom gosto.




Quais as Etapas da Produção Musical?

Pré-Produção: Quando são definidos os arranjos, a estrutura das músicas. Estabelecidos os timbres, tons e andamentos. Geralmente faço "prévias" das músicas, por meio de programações digitais para análise e aprovação do cliente. Na fase seguinte, "gravação",a programação é substituída por instrumentos reais, como: bateria acústica, cordas, percursão, ou o que demandar.  



Gravação: Etapa onde é feita a captação dos instrumentos e dos vocais. As bases vão se aproximando de suas formas definitivas.



Edição: Devido a praticidade dos atuais programas de edição de áudio, podemos fazer vários tipos de correção ou ajustes que julgamos necessários, como afinação de vocais e correção de tempo. Pode-se também inserir algum efeito especial ou fazer  modificações estruturais.



Mixagem: A palavra vem do Inglês "to mix", misturar​. É o processo em que literalmente misturamos as trilhas gravadas de instrumentos e vozes, resultando num material que irá ser ouvido em dois canais (stereo). Neste processo podemos usar recursos como processadores de dinâmica, equalizadores, efeitos, etc. Tudo para tornar o som agradável e harmonioso. É possível também fazer mixagens no formato Dolby ou DTS (Cinema / DVD).



Masterização: Etapa final em que será produzido uma "master" que servirá para reprodução na fábrica. Nesta fase as faixas (músicas) são analisadas e homogenizadas em termos de sonoridade e volume​, dando uma "cara" , uma unidade ao trabalho.

Outras Perguntas Comuns:

É necessário um Produtor Musical pra se fazer sucesso?

Bem, você conhece alguem que  fez sucesso sem um?

Como eu escolho um Produtor?

Penso que é da mesma forma que se contrata qualquer outro profissional. Conheça o seu trabalho. Veja se você se identifica, e principalmente, analise o seu currículo: Quem esse profissional produziu que realmente alcançou sucesso? Qual a sua experiência em gravações profissionais? Hoje com a difusão dos home studios todos têm a possibilidade de produzir, mas o mercado continua muito exigente.  Nesse site você pode ver artistas que assinaram com gravadoras, conseguiram destaque no rádio e TV, premiações em sites de música e obtiveram o reconhecimento público de seu trabalho.

Quanto custa uma produção musical?

Visite a página Orçamento e veja que uma boa produção musical pode ser mais acessível do que muita gente pensa.

CLIQUE AQUI  PARA VER!!!

O que o Produtor Musical não Faz?

É preciso não confundir o Produtor Musical com o Empresário ou com o Diretor Artístico. O Produtor é um prestador de serviços. Já o Empresário é um investidor, é aquele que financia o projeto artístico. Muitas vezes o próprio artista, ou parentes e amigos são quem financiam o projeto musical. Quem representa um selo ou gravadora é o Diretor Artístico. São funções distintas no mercado musical.

Moro em outra cidade, como eu faço?

Nos Estados Unidos, já a alguns anos, é possível um músico gravar num estúdio em Los Angeles e enviar a gravação para o produtor em Nova York pela internet. É possível para nós também. Se você não puder vir ao Rio, pode estar acompanhando, recebendo e enviando os arquivos pela Internet em sistema de armazenamento tipo "Nuvem", Drop Box, Google Drive, etc. É gratuito, não tem perda de qualidade e bastar ter um computador ligado a Web. Você pode inclusive gravar a voz em um estúdio em sua cidade e enviar  pela internet para que se possa mixa-la com a base instrumental.

Nos Estados Unidos, já a alguns anos, é possível um músico gravar num estúdio em Los Angeles e enviar a gravação para o produtor em Nova York pela internet. É possível para nós também. Se você não puder vir ao Rio, pode estar acompanhando, recebendo e enviando os arquivos pela Internet em sistema de armazenamento tipo "Nuvem", Drop Box, Google Drive, etc. É gratuito, não tem perda de qualidade e bastar ter um computador ligado a Web. Você pode inclusive gravar a voz em um estúdio em sua cidade e enviar  pela internet para que se possa mixa-la com a base instrumental.